Artigos de Ramón Varela

Golpe de Estado independentista

Toda comunidade, seja democrática ou autoritária, rege-se por umas normas jurídicas, quer legislativas quer consuetudinárias, que constituem o seu estado de direito, e sem o qual a sociedade não pode funcionar.

Os ginetes do 155 cavalgam

Faz tempo que venho dizendo que Espanha não negocia nem negociou nunca os problemas territoriais, como o demonstra o feito de que todas as suas colônias tiveram que recorrer à violência para independer-se.

Fracasso do hibridismo

Já criticamos no seu momento as operações de mistura de projetos políticos que originariamente não compartiam o mesmo modelo de estado, ou seja, a maridagem de projetos nacionalistas galegos com projetos nacionalistas espanhóis. Este foi um erro persistente no nacionalismo e galeguismo do nosso país desde a transição de 1978 e praticada polos mesmos dirigentes que teoricamente manifestavam doestá-la. Desconfiando das suas próprias forças e da viabilidade dos projetos radicados na Galiza, espalhavam aos quatro ventos que os problemas galegos se resolveriam com a camaradagem com as esquerdas unionistas, e incluso se sugestionavam a si mesmos e fiavam a solução do problema galego ao convívio com as esquerdas europeias e espanholas, aliás fortemente espanholistas.

A eutanásia

A palavra eutanásia deriva de dous vocábulos gregos: eu, que significa bem, bom, e thanatos, que significa morte. Portanto, o vocábulo completo significaria boa morte ou bem morrer, uma morte aprazível, tranqüila, digna, diríamos hoje. Trata-se duma situação relacionada com a morte e na que o paciente sofre uma incapacidade total ou está submetido a doenças atrozes e se perderam totalmente as esperanças de vida.

Espanha deve pedir perdão?

Os conflitos com Latino-América sucedem-se periodicamente. Os da minha idade podem lembrar-se bem da enorme gafe diplomática do embaixador espanhol na Habana, Juan Pablo de Lojendio, marquês de Vellisca, que, considerando que todo é ourego, se apresentou nos estudos da Televisão cubana para repreender pessoalmente dum jeito visceral e impertinente ao líder máximo da revolução cubana Fidel Castro, por ter acusado ao governo espanhol e ao citado embaixador de conspiração e ajuda aos contra-revolucionários.

Bravo por Greta Thunberg!

Grandes iniciativas ficam se desativadas se não surge um ou uma líder que aglutine as vozes dispersas e lhe dê o eco que precisam para calar na opinião pública e converter-se num movimento de massas, único jeito de incidir nas consciências e propiciar um câmbio de tendência no organismo social.

Misogínia, misossexualidade e misocósmia Tertuliano

Em solidariedade com a luta pola igualdade das mulheres.

O cristianismo destruiu a ética

O cristianismo em Espanha não só pretende que o seu sistema de valores morais prevaleça, senão que pretende que seja o único sistema de valores vigorante na sociedade, pretensão a todas as luzes inadmissível se temos em conta que qualquer religião não deixa de ser uma associação particular, que, numa sociedade pluralista, nunca pode representar ao conjunto social.