Artigos de Ramón Varela

O medúlio ganadeiro

O ano 22 a.e.c. teve lugar no monte Medúlio o último capítulo duma batalha entre os guerreiros galegos, cântabros e astures contra as legiões romanas ao mando de Caio Fúrnio e Públio Carísio e no que os últimos resistentes se suicidaram para não cair em mãos dos inimigos romanos. O historiador romano dos s. I e II, Lúcio Aneo Floro oferece o seguinte relato deste episódio: “Por último teve lugar o assédio do Monte Medúlio, sobre o qual, depois de cercá-lo com um fosso contínuo de quinze milhas, avançaram a um tempo os romanos por todas partes. Quando os bárbaros se vem reduzidos á extrema necessidade, em meio dum festim, deram-se morte com o lume, a espada e o veneno exprimido da árvore teixo. Assim a maior parte liberaram-se da catividade, que a uma gente até então indômita parecia mais intolerável que a morte.” (MARTINO EUTÍMIO, Roma Contra Cántabros y Astures. Nueva Lectura de las Fuentes, Editorial Sal Terrae, Santander, 1982, p. 32). Ante uma situação desesperada, estes guerreiros preferem a morte a um mal que se apresenta como inevitável e que seria ainda pior que ela, como é ser reduzidos a escravos dos romanos.

Sem partido instrumental, sem grupo e com minifúndio político

Os organizadores da candidatura Em Maré para o 20 D, não foram capazes de articular com tempo uma candidatura para os comícios que pudesse ser elegida numas primarias pelos militantes e simpatizantes das formações afetadas. Botaram-lhe a culpa á escassez de tempo e, alguns inclusive afirmaram que a culpa a teve o BNG que não deu decidido com presteza a sua participação, apesar de que o BNG tinha disposto com muita antelação como participar, mas os de AGE não se davam decidido. Alguns dos membros destacados das Marés também lhe botaram a culpa á falta de tempo o não poder constituir um partido instrumental, que era já o que o BNG lhe propôs para as eleições do 20 D.

Existe uma Ética cristã?

Na última legislatura de Zapatero, a Igreja desatou uma campanha mui agressiva contra a matéria Educação para a cidadania e os direitos humanos, quiçá mesmo financiada com o dinheiro de todos e cada um dos contribuintes, que nos surpreendeu enormemente aos que ensinávamos esta matéria, pois dava a impressão de que, tal como Sócrates, nos dedicávamos a corromper a juventude. Isto atribuísse por parte dos mídia a que a Igreja quer seguir monopolizando a ideologia dos cidadãos e, por tanto, ostentar o controle das consciências. Mas um dos temas que há que debater é se o cristianismo tem uma ética própria, e, em segundo lugar, se é uma ética apta para os nossos tempos.

Infalibilidade papal

O dia 9/03/2016 saltava aos meios de comunicação a notícia de que o influente teólogo suíço Hans Küng (1928- ) no que pedia ao papa Francisco que se revisasse o tema da infalibilidade papal. Quiçá o termo revisar seja, na sua boca, um eufemismo e que no fundo o que quer dizer é que há que anulá-lo. Em todo caso, diga-o ele ou não, eu considero não só que deve eliminar-se senão que deve fazer-se quanto antes melhor. Eu não podo desenvolver este tema num artigo jornalístico, mas si tenho preparado um trabalho no que o abordo, e aqui vou indicar somente alguns traços sobre como começou a santa mentira.

Demanda contra Rita Maestre

O grande poeta Curros Enríquez teve também que comparecer a juízo por ter escrito a sua poesia de protesta social frente á injustiça Mirando ao chão, na que, entre outras cousas, Deus dizia “-Que leis, nem que raios! (Deus disse entre dentes). Se valem três pitos, que o demo me leve”, mas foi absolto porque singelamente era um desatino a perseguição desatada contra ele por pessoas que não querem entender as figuras retóricas da criação literária.

Declarações do rei emérito João Carlos I

João Carlos é o primeiro rei de Espanha emérito, e suponho que seria elegido por analogia com os catedráticos eméritos, se bem existe uma diferença clara entre ambos casos, pois um professor emérito cobra uns 700 euros aproximadamente ao mês, além da pensão, mentes que ele cobra 187.356 euros, e, á parte, o sofrido cidadão tem que suportar os gastos que origina as suas viagens e a sua proteção pessoal para assistir a presenciar carreiras de carros, vacações ininterruptas em hotéis de luxo...

Retrospetiva e prospetiva sobre a política nacionalista galega

Quero antes de nada sublinhar a importância da crítica, e também da autocrítica, para a melhora das organizações e da sociedade em geral, o qual não deve restar apego para seguir defendendo aquelas que mais se acomodam ao que consideramos mais idôneo de cara a um futuro melhor.

Da UPG e outras histórias

Cada quem fala da feira segundo lhe foi nela, e, por tanto o que eu poda dizer também está condicionado pelas minhas vivências e pelas minhas reflexões, que não têm por que ser compartilhadas por outros. Quero contribuir, desde a minha atalaia particular, ao processo de esclarecimento que pretende levar a cabo o BNG, neste momento difícil para ele.